telhado

Quanto custa refazer o telhado?

A cobertura de qualquer edificação é uma região bastante exposta à intempéries, sol, chuva, fortes ventos e, consequentemente, mais sujeita a apresentar falhas ao longo dos anos. Seja por falha e desgaste dos materiais, infiltrações, umidade, e também problemas nos elementos estruturais, as falhas na cobertura costumam trazer muitos problemas e dores de cabeça.

Os problemas mais comuns acontecem quando a água passa a infiltrar e danificar o interior da edificação, comprometendo lajes e forros, sistema elétrico, e causando mofo e bolor podendo até comprometer a segurança estrutural. Quando é preciso reformar ou refazer um sistema de cobertura, surgem muitas dúvidas, e nesse texto vamos entender melhor os custos de refazer um telhado.

Entendendo melhor: quanto custa refazer o telhado?

Reformar um telhado é, de maneira geral, é um trabalho de grandes proporções. E a maioria das empresas vê este tipo de serviço como algo necessário, para evitar maiores prejuízos, mas elas esperam nunca precisar fazê-lo.

Nesse sentido, quando o assunto é reforma de telhado a preocupação primária geralmente é em relação ao tempo. Como é uma intervenção “indesejada”, porém necessária, as empresas desejam que elas acabem o mais rápido possível. E aliado a esse fator, é preciso conciliar os custos para que eles sejam os menores possíveis.

Por isso é complicado falar com exatidão sobre custos de uma reforma de telhado, pois existem diversas variáveis para serem analisadas. Existem diversos tipos de telhados, e que podem apresentar problemas mais simples e mais complexos. Além disso, o tipo de fábrica, os custos da parada fabril por dia de paralisação, tudo isso deve ser levado em consideração.

Somado a tudo isso, o Brasil é um país muito grande, e consequentemente os custos de materiais, mão-de-obra e disponibilidade de tecnologia variam bastante se compararmos região por região. Dessa forma, é mais importante saber os princípios por trás de uma reforma do telhado do que os custos propriamente ditos.

Custos com projeto

No Brasil há um pensamento que projetos são apenas mais um custo no contexto da construção civil, e que podem facilmente ser ignorados. E não é incomum, especialmente em obras e reformas de menor porte, vermos intervenções sendo feitas sem a consultoria técnica de arquitetos e engenheiros.

Os profissionais sempre devem ser consultados. E quando o assunto é reforma, as chances de serviços serem executados de maneira incorreta e gerarem ainda mais prejuízos são ainda maiores. Portanto, se a intenção é que a reforma do telhado seja rápida e barata, o primeiro passo é contratar profissionais e empresas especializadas. Os custos com um projeto bem-feito são infinitamente menores do que os prejuízos do retrabalho de serviços mal-feitos.

Custo de Remoção de Objetos e Instalações

Se houver no telhado muitos objetos e instalações como antenas, cabos, aparelhos de refrigeração, máquinas, ventiladores, chaminés e tantos outros, eles precisarão ser retirados para reforma do telhado e isso gera custos. Assim como a nova instalação depois de feita a reforma da parte estrutural da cobertura.

Dependendo do tipo de fábrica, as instalações no telhado são importantes para o funcionamento fabril, e ainda podem ser complicados para retirar e reinstalar. Por isso é muito importante levar este item em consideração.

Custos de Remoção e Descarte do Telhado

Depois de retirada toda a parafernalha do telhado, chega o momento de remover o telhado propriamente dito. Muitas pessoas podem negligenciar essa etapa como custo da obra, e subestimar a dificuldade tanto para remoção como para o descarte.

Primeiramente, é preciso saber a extensão dos danos previamente a reforma. Isso tudo foi resolvido na primeira etapa, durante a fase de projeto. Portanto já deve-se saber, previamente, o que será retirado e descartado, e o que será arrumado. Pode ser necessário retirar toda a estrutura do telhado e refazê-lo por completo, dependendo das patologias e dos danos apresentados.

Além disso certos materiais precisam de um descarte adequado, seguindo as regras ambientais. Produtos asfálticos, por exemplo, muito utilizados em sistemas de impermeabilização de telhados são difíceis de remover e precisam ser descartados em locais específicos, não podendo ser jogados junto ao entulho comum. Os custos de descarte costumam ser bastante altos, e devem ser calculados com bastante cuidado.

Custos de um novo telhado

Se o telhado chegou em um ponto que precisa ser totalmente substituído, essa etapa é a dos custos de um novo telhado propriamente dito. Aqui é o momento de pesquisar diferentes opções, tecnologias construtivas, materiais, sistemas de impermeabilização e proteção, calhas e rufos e todos os serviços envolvidos.

Na hora de por no orçamento os custos de um novo telhado, é preciso levar em consideração alguns fatores, e o custo deve ser composto de algumas variáveis. Se determinado tipo de telhado A é metade dos custos de um sistema B, é tentador escolher o mais barato. Porém, se a garantia do sistema mais barato for pequena, esse telhado logo precisará ser refeito e portanto estamos falando de duas reformas de telhado.

Dessa forma é preciso levar em consideração se diferentes tipos de sistemas de cobertura tem mais ou menos duração, a facilidade de manutenção, a garantia, o tempo de execução, a facilidade e dificuldade para encontrar peças de reposição quando necessário. Escolher o novo telhado levando em consideração apenas o custo de instalação pode levar a maiores prejuízos no futuro.

Custos da parada fabril

Quando é preciso fazer obras de reparo e recuperação em pistas de aeroportos são utilizados concretos e aditivos bastante tecnológicos para garantir uma cura rápida e para que a liberação ao tráfego seja também o mais rápido possível. Logicamente, esses materiais são bem mais caros que os convencionais. Mas o raciocínio é: quais são os custos de um aeroporto que fica 3, 7 ou até 14 dias parado esperando a cura do concreto convencional? No final das contas, o que sai mais caro?

Este mesmo raciocínio deve ser pensado no momento da reforma de um telhado. Quanto custa o dia de uma fábrica? Os dias parados, sem produção, qual será o prejuízo? Tudo isso deve ser muito cuidadosamente calculado, para escolher os métodos e materiais envolvidos na reforma.

Se determinado tipo de telhado tem um custo maior, mas libera a fábrica para a produção em menos dias, então indiretamente ele é o mais barato de todos.

Reformar o telhado: Solução 100% Silicone

A recuperação do telhado é indicada quando a estrutura não foi afetada.

A reforma de um telhado pode ser muito mais simples com o uso da Solução 100% Silicone. Trata-se de um material inovador, nobre e tecnológico, e que é uma solução eficaz para reformas de coberturas.

Diferentemente de outros materiais, o produto aplicado é o que efetivamente é responsável pela recuperação do telhado, não tendo a suscetibilidade a falhas de produtos diluídos em água e outros materiais.

O silicone é um material extremamente flexível e que pode ser aplicado diretamente sobre a estrutura preexistente, eliminando os custos de remoção e descarte dos materiais do telhado anterior. Além disso, é um material que acompanha as movimentações (dilatação e contração) da estrutura, e é aplicado sem emendas e juntas, o que elimina pontos críticos que são sujeitos a falhas.

É um sistema leve, que não adiciona sobrepeso na estrutura original, ajuda no isolamento térmico, refletindo os raios solares e gerando economias de até 35% com os custos de refrigeração. Além disso, é uma solução que conta com uma garantia de 15 anos contra infiltrações!

 

Fonte: Fibersals

Categoria: ATUALIDADE

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigo por: nmundoblog