06.03

Medição individualizada de água: vale a pena?

Medição individualizada de água pode contribuir para uma redução considerável no orçamento do condomínio. Isso porque, quando medimos a água individualmente, estamos permitindo que cada apartamento pague somente o valor correspondente ao seu consumo interno de água, evitando assim o famoso rateio injusto do valor total da conta de todo o prédio pelo número de unidades, que muitas vezes pode prejudicar aquela que possui menos moradores.

Mas afinal, como funciona a medição individual e como viabilizá-la no seu condomínio? A gente conversou com a Adriana Jordão, gerente comercial da ista Brasil, empresa especializada em instalação de hidrômetros (medidores de água) em edificações, para esclarecermos algumas dúvidas sobre esse processo. Segundo ela, desde o início das operações da ista no Brasil, a implantação de medição individualizada registrou reduções no consumo de água de 21% até 43%.

Qual o principal objetivo da individualização do consumo de água?

Adriana: Quando o condomínio entra em contato pedindo uma proposta, sempre há a falsa expectativa de que instalando a medição individualizada a conta de todos irá baixar. Isso não é verdade. O que ocorre com a medição é a distribuição do consumo. Cada um vai pagar pelo que consumiu. A conta geral do condomínio tende a baixar porque, com os medidores instalados, cada um passa a saber o quanto consome, podendo assim a gerenciar seu consumo, descobrir tendências de vazamento e o com isso acaba tomando ações que levam à economia. Porém, pode ser que alguma unidade condominial que era cobrada pela média de consumo passe a pagar mais.

Quais as vantagens de instalar essa medição?

Adriana: Diminuição da cota condominial geral (pois a água passa a ser cobrada individualmente), uso consciente, economia (consequência indireta), justiça social, etc.

É possível fazer a individualização do consumo de água em alguns apartamentos apenas ou somente em todo o prédio?

Adriana: A ista recomenda que a individualização seja feita em todas as unidades consumidoras.

Adriana: Para um condomínio preparado para receber o sistema de medição individualizada, o custo fica geralmente entre R$ 300,00 e R$ 360,00 por ponto instalado.

Historicamente todos os sistemas de medição individualizada instalados pela ista apresentaram redução de consumo no medidor principal do condomínio logo nos primeiros meses de operação do sistema. A instalação da medição individualizada em si não gera redução, mas permite a gestão do consumo e os atos gerados por essa gestão geram a redução. Também há o fator financeiro que faz o morador querer economizar, com isso passa a consumir menos.

Existem diversas formas de reduzir o consumo de água, para citar algumas há a possibilidade da instalação de equipamentos economizadores, como por exemplo restritores de vazão, projetos de reuso de água, campanhas internas do condomínio, entre outros Cabe a cada condomínio identificar qual se adequa melhor à sua realidade.

Sobre individualização em prédios antigos, é possível? Qual tubulação usar? Essa medição será cobrada pela CEDAE no Rio de Janeiro?

Adriana: É possível sim fazer a individualização em condomínios antigos e a tubulação a ser utilizada vai depender do projetista ou dos materiais já instalados no condomínio (por exemplo, se já existe tubulação de cobre, recomenda-se que o condomínio continue a utilizar materiais do mesmo material). Não é recomendável a utilização de ferro.

Mesmo com a individualização de água, a CEDAE continuará efetuando as leituras dos medidores principais. A distribuição de custos é feita pelo condomínio e não pela concessionária.

Onde são instalados os medidores individuais em edifícios antigos?

Adriana: Geralmente são instalados próximos aos registros já existentes.

 

Fonte: Condomínios Verdes

Categoria: CONDOMÍNIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigo por: nmundoblog