reciclagem

Como fazer reciclagem em condomínios

A reciclagem e a coleta seletiva vêm ganhando força entre a população, preocupada com a sustentabilidade e o futuro do planeta. Fazer a coleta seletiva dentro do seu condomínio é uma ótima opção, que integra as pessoas do meio em prol de um objetivo comum, que, além de tudo, é ecologicamente correto.

As medidas são variadas, desde lixeiras diferenciadas pela cor nas áreas comuns do condomínio até a coleta seletiva em cada andar do prédio, organizada pelo síndico, onde todos contribuem. No post de hoje, falaremos sobre alguns aspectos importantes para você que quer implantar a reciclagem no seu condomínio. Acompanhe as dicas!

  • Primeiramente, é preciso haver um espaço no condomínio disponível para armazenamento e fluxo de descarte. Por isso, deve-e verificar a quantidade de materiais gerados pelo seu condomínio, para, daí, fazer um planejamento adequado.
  • O local de armazenamento do material deve ser mantido sempre limpo, organizado e fechado, evitando o mau cheiro e entradas de bichos, como ratos e baratas, que podem, até, transmitir doenças; a higiene é fundamental.
  • É necessário definir quais materiais serão coletados, qual será o tipo de separação, bem como a frequência (dias da semana e horários), para que não haja acúmulo dos materiais no condomínio além da sua capacidade de armazenamento.
  • Orientar os funcionários de forma detalhada é essencial. Os ajudantes da limpeza, ou quem quer que vá manipular os materiais, devem receber treinamento para isso e usar equipamentos adequados, como luvas e máscaras.
  • A conscientização de todos é indispensável, por isso, caso seja o síndico, convoque reuniões e até mesmo organize cursos sobre o assunto, para os moradores e funcionários, com detalhes sobre o processo e seus benefícios.
  • Papéis e plásticos precisam de muito cuidado, já que são materiais de alta combustão, ou seja, podem causar incêndios.
  • Deve-se contatar a Comlurb (http://www.rio.rj.gov.br/web/comlurb ou 1746) para conversar sobre a retirada dos materiais. Caso a mesma não faça a coleta na sua região, empresas especializadas podem ser acionadas, ou pode-se buscar, também, cooperativas que realizem o trabalho.

Pronto, agora você já tem várias informações para te ajudar a começar a organizar a coleta seletiva no seu condomínio. O começo pode ser difícil, mas, conforme as coisas forem se organizando e, com a colaboração de todos, tudo fica mais fácil. Os benefícios são muitos, principalmente para o planeta. Então, mão na massa!

Categoria: CONDOMÍNIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigo por: nmundoblog